Copercampos
Associados Copercampos
Webmail
Instagram

NOTÍCIAS

Palestra sobre manejo forrageiro para integração lavoura-pecuária tem grande público no 18º Dia de Campo

27/02/2013

Os produtores rurais da região de Campos Novos tem procurado alternativas para diversificar atividades nas empresas rurais e a pecuária de leite e de corte voltaram a ter destaque e conquistam espaço na região.

Porém, sem deixar as lavouras de lado, sendo esta a principal atividade das empresas rurais, o manejo de integração tem sido a principal preocupação dos agricultores e por isso, a Copercampos no 18º Dia de Campo, realizou no primeiro dia do evento, a palestra com o Engenheiro Agrônomo, Doutor em Agronomia pela UNESP, Pesquisador da Embrapa de Passo Fundo Alfredo do Nascimento Júnior.

Com o tema “Manejo forrageiro e de duplo-propósito de cereais de inverno na integração lavoura-pecuária”, Alfredo Júnior apresentou soluções simples e viáveis para que as duas atividades geram retorno aos agricultores. A utilização de sorgo para alimentação dos animais no inverno e produção de grãos no verão foi um dos exemplos citados, assim como realizar manejo de pastagens como a aveia preta comum, e implantação de novas cultivares de aveia, centeio e trigo.

Na palestra, Alfredo apresentou a nova aveia BRS Centauro, desenvolvida pela Embrapa em parceria com a Associação Sul-Brasileira para o fomento de Pesquisas em Forrageiras (Sulpasto). O pesquisador ressaltou formas de se realizar um manejo eficiente com a utilização de aveia, azevém, centeio e também o trigo para pastagens, tanto para produção leiteira ou engorda de animais.

O momento ideal de colocar o gado nas áreas foi apontado por Alfredo como essencial no processo de integração. “O pastejo animal na pastagem cultivada em momento errado prejudica muito o rendimento dos animais e também na produção de forragem nas áreas. Existem critérios práticos, fisiológicos e cronológicos para este manejo dos cereais de inverno na integração e uma forma prática de saber o ponto ideal para pastejo é identificar nas plantas das pastagens o estágio vegetativo. O produtor pode realizar esta observação, com auxilio de uma pequena faca, cortando as plantas na altura desejada da resteva, para após a retirada dos animais, por exemplo, na altura de 7 a 10 cm. A presença de colmos cheios significa que as plantas estão em momento propicio de pastejo. Caso os colmos estejam ocos, semelhante a canudos, significa que as plantas estão em fase reprodutiva, com idade avançada, e assim, o pastejo prejudica a produção de grãos ou a rebrota das plantas”, destacou Alfredo.
voltar

Com matriz em Campos Novos, município reconhecido como “Celeiro Catarinense”, a Copercampos tem suas principais atividades focadas na produção e comercialização de cereais, produção de sementes, venda de insumos e agroindústria. Hoje são mais de 50 unidades distribuídas nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

CONTATO

TELEFONES
Fone 49 3541 6000
Fax 49 3541 6033

ENDEREÇO
Rodovia BR 282 - Km 342 - Nº 23
Bairro Boa Vista - Caixa Postal 161
CEP 89620-000 - Campos Novos/SC

CURTA COPERCAMPOS NO FACEBOOK